The School Of Life – Você já ouviu falar?

Desde que ouvi/vi falarem sobre Alain de Botton tenho morrido de amores.

De Botton é filósofo e escritor suíço, residente em Londres, famoso por popularizar a filosofia e divulgar seu uso na vida quotidiana. Aos 47 anos e com livros publicados em mais de 30 países, ele assume com orgulho o título de escritor de autoajuda.

2560

A série de vídeos Filosofia: Um Guia para a Felicidade , por exemplo, é quase um seriado inspirado no livro Consolações da Filosofia, também de Botton, que em seus ensaios mistura idéias de experiências próprias a reflexões de pensadores. Os vídeos são: Sócrates e a autoconfiançaEpicuro e a FelicidadeSêneca e a RaivaMontaigne e a AutoestimaSchopenhauer e o Amor e Nietszche e o Sofrimento.

As pessoas só ficam realmente interessantes quando começam a sacudir as grades de suas gaiolas.
Alain de Botton

Em 2008, fundou em Londres a School Of Life, escola dedicada a uma nova visão de formação humana, direcionada a boas ideias para o dia a dia e a explorar as questões fundamentais da vida em torno de temas como trabalho, amor, sociedade, família, cultura e, principalmente, o auto-conhecimento.

Além da escola pioneira em Londres, a The School of Life chegou ao Brasil em 2013 e também conta com unidades na Austrália, França, Turquia, Sérvia, Bélgica e Holanda. A escola oferece cursos e aulas, além de encontros personalizados e trabalho também direcionado a empresas.

Os conteúdos das redes sociais da escola são, por si, riquíssimos. Somem a isso a narração rápida do próprio Alain (que para mim deixa sempre um vazio existencial absurdo ao final de todo vídeo hahahaha) :

Há quem diga que essa forma de “lecionar” filosofia não é a correta, pois banaliza o trabalho de filósofos e coachs, mas que é lindo ver o auto-conhecimento ganhando cada vez mais espaço, ah isso é.

E aí, você também se apaixonou por Alain?

Mais sobre Alain de Botton

Mais sobre a The School Of Life 

Anúncios

Artikin – a arte na palma da mão

Hoje tem app pra tudo.
Mas como a nossa necessidade não se restringe a aquilo que achamos que queremos/imaginamos que precisamos, aparecem coisas novas que quando vemos nos perguntamos “como nunca pensei nisso?”, ou “por que nunca vi isso antes?”.

artikin

Assim foi a minha reação ao conhecer o app Artikin – Arte No Seu Tempo.  Ele é um guia cultural que organiza sua agenda de arte de forma bem prática: por data de encerramento, em contagem regressiva. As exposições que estão prestes a sair de cartaz ficam no topo da lista para que, dessa forma, você priorize sua visitas. Não é genial?!

Ao acessar a página, você pode mergulhar no blog e nas redes sociais (e daí, se você for como eu , se prepare para investir algumas horas suas nesse mergulho). Por enquanto, o projeto cobre apenas São Paulo e Rio de Janeiro, mas espero que em breve cubra o país. Vida longa ao Artikin!